Por que usar Drywall?


Você já ouviu algum conhecido falar algumas dessas frases ?

  • Drywall é fraco…
  • Drywall não serve…
  • Dá para ouvir o vizinho abrindo a torneira…
  • Não dá para pendurar nada na parede de drywal…

O que seu conhecido não sabe é que o mundo inteiro usa Drywall.

Esse sistema é composto por uma estrutura metálica de sustentação e placas que ficam em contato com o meio externo, elas podem ser de madeira, material cimentício ou placas de gesso.

Aqui no Brasil ele é mais conhecido como o sistema composto de estrutura metálica e placas de gesso acartonado. Existem outras partes menos lembradas que também compõe o sistema como rede de elétrica e água, isolamentos térmicos e acústicos.

Primeiramente gostaria de esclarecer dois pontos importantes:

  • Drywall x Steel Frame: O Drywall é um sistema de vedação, não serve, por exemplo, como estrutura de uma casa. Por outro lado o Steel Frame serve como estrutura, podendo até mesmo servir para suporte de pavimentos superiores, telhado, etc.. Em uma comparação simples o drywall é um steel fame com perfis metálicos menos robustos.
  • O drywall serve para parede externa? Sim, as paredes externas podem ser de drywall, a diferença é que você deve usar placas cimentícias ao invés de gesso acartonado.

Nesse artigo vamos discutir sobre 4 principais objeções do uso de Drywall:

  1. Preço
  2. Capacidade de Carga
  3. Acústica
  4. Comparação com a parede de alvenaria

#1) Preço

Uma parede de drywall simples, sem tratamentos acústicos esta custando entre 50 e 70 reais o m².  Esses valores podem variar muito com as exigências, por isso é aconselhável fazer orçamentos especificando quais as combinações e isolamentos serão adotadas.

#2) Capacidade de carga:

É verdade que as paredes de drywall não apresentam a comportamento semelhante ao da alvenaria. Porém, pouca gente percebe que as placas podem suportar até 30 kg por ponto de apoio, se colocarmos reforços ligados à estrutura podemos atingir até 50 kg! Isso é mais do que suficiente para suportar os objetos que você precisa, lembrando que você pode usar mais pontos de apoio se precisar.

Se você ainda não leu nosso artigo específico de fixação de objetos em drywall, clique aqui!.

#3) Isolamento Acústico

A acústica é um dos itens mais importantes quando falamos de parede de drywall, porque ela reflete diretamente na privacidade dos usuários do edifício. Esse tema é alvo constante de queixas.

Consideramos essas reclamações injustas uma vez que a, com a ABNT NBR 15.575 (Norma de Desempenho), os níveis de desempenho foram parametrizados e tornaram-se obrigatórios. O sistema permite diversas categorias de isolamento acústico e um bom projeto com boa execução superam essa necessidade. Portanto, o que ocorre são falhas decorrentes de práticas inadequadas.

#4) Drywall vs. Alvenaria

Elaboramos uma lista com os principais pontos de comparação entre os dois sistemas de vedações verticais que brigam por espaço no mercado:

  • Velocidade de Execução: A execução do drywall é mais rápida.
  • Peso: Paredes de drywall pesam aproximadamente 20% do peso de uma parede de alvenaria, isso tem consequências diretas nos carregamentos da estrutura, redução média em 10%.
  • Custo: Estudos têm mostrado que o drywall já apresenta preço semelhante ao da alvenaria, como neste artigo Gesso acartonado X alvenaria de bloco cerâmico da revista Construção Mercado.
  • Desempenho acústico: o drywall tem performance superior com menores espessuras, mas depende de uma execução correta.
  • Acabamento: Se bem executado o drywall proporciona acabamento (planicidade e textura) muito superior ao dos sistemas de alvenaria convencionais.
  • Resistência Mecânica: As placas de gesso não proporcionam a mesma resistência mecânica ao impacto das paredes me alvenaria.
  • Mão-de-obra: Ao contrário da alvenaria que convive com improvisos, o drywall não aceita gambiarras no processo executivo, o qual deve ser realizado por mão-de-obra treinada e ter projeto específico. Por outro lado, o sistema proporciona redução em até 50% da mão-de-obra por metro quadrado.
  • Aceitação: O drywall ainda é pouco aceito no mercado imobiliário.

 

Fonte: Engenheiro no canteiro